As 5 condições para uma educação moderna de adultos

Atualizado: 27 de Fev de 2019


Em todo o mundo, ouvimos notícias sobre iniciativas disruptivas para a educação de adultos – novos métodos, diferentes terminologias, formatos e ferramentas arrojadas. Contudo, currículos centrados somente no conteúdo ainda são bastante recorrentes, assim como escolas que não conseguem despertar nos estudantes a vontade de participar das experiências de aprendizagem ou egressos que não desenvolveram competências cruciais para a vida.


Mas, então, o que seria essa educação moderna?



A Unesco, em sua penúltima conferência sobre educação de adultos (Confintea 2009), definiu que o modelo atual de ensino e de aprendizagem deve ir além da preparação para o mundo profissional, considerando a autonomia do aprendiz e a sua capacidade de aprender ao longo da vida, tanto em contextos formais quanto informais.


Nesse sentido, o papel da moderna educação de adultos é inspirar as pessoas para que possam desenvolver competências a fim de enfrentar um mundo que, devido à sua constante mudança, é caracterizado pela complexidade e pelas incertezas. Estas são as condições que caracterizam o novo modelo de educação:


1. Ser relevante (aprendizagem para a vida)


A escola não pode se distanciar do mundo real para o qual está formando seus aprendizes. A educação para a vida, e não somente para a realização de exames e obtenção de um certificado, deve ser relevante para as nossas atividades profissionais e pessoais.


Proporcionar uma educação relevante é colocar o aprendiz em contato com experiências significativas para a própria vida. O educador precisa saber quem é essa pessoa, quais são suas experiências, bem como expectativas e singularidades. Todos esses fatores afetam a motivação e o interesse do estudante em aprender e ter sucesso.


2. Ser colaborativa


Ao trabalharmos juntos, partilhamos conhecimentos, experiências, tensões e sonhos. Também desenvolvemos competências sociais – respeito aos diferentes pontos de vistas, suporte ao próximo e resolução de conflitos, que são a base para agir com resiliência e flexibilidade diante de um mundo cada vez mais complexo e incerto.


A habilidade de cooperar com outras pessoas e de desenvolver relacionamentos positivos é decisiva no mundo atual. E eu diria mais: a colaboração é condição para nos movermos da ação individual isolada para o trabalho coletivo e próspero.


3. Ser personalizada


No ensino personalizado, o aluno é colocado no centro do processo de aprendizagem, de modo a customizar essa experiência,  tornando-o autônomo e corresponsável pela própria jornada. Em outras palavras, o aprendiz assume o controle para decidir sobre o quê, como e quando aprender.


4. Ser tecnológica


Até pouco tempo, não se tinha ideia de qual seria o ritmo da evolução da tecnologia e muito menos do seu impacto na educação. Entramos na era de acontecimentos em escala exponencial, e começamos a perceber uma série de oportunidades a serem exploradas e de desafios a serem enfrentados.


Mas a tecnologia deveria ser adotada em todos os espaços de aprendizagem de adultos? Bem, partindo da perspectiva dos benefícios, tem-se a possibilidade de transformar qualquer lugar em um espaço de aprendizagem, sendo extremamente vantajoso.


5. Ser divertida

Somos seres curiosos e movidos por desafios. Porém, a tradicional educação, na maioria das vezes muito formal, impede de sermos quem realmente somos – desde crianças.


O pesquisador e educador Ken Robinson reforça a tese de que as escolas atuais matam nossa criatividade e vontade de querer aprender. Influenciados por esse e outros pesquisadores, os educadores começaram a buscar no universo lúdico alternativas para promover novos e mais engajadores espaços de aprendizagem. Enquanto adultos, precisamos aprender continuamente, e esse processo pode ser divertido!


Todas essas condições têm como base pesquisas e projetos de transformação educacional. Empresas e instituições voltadas ao ensino e à aprendizagem de adultos podem considerá-las para promover experiências mais impactantes em suas organizações.


Ok, interessante! Mas como colocar tudo isso em prática?


As possíveis respostas a essa pergunta serão temas dos próximos posts e vídeos. Criarei uma série de publicações, nas quais mergulharemos no que já existe e no que está por vir em cada um desses percursos.


Fique ligada(o)!


Algumas referências

5 personalized learning strategies that teachers need to know

The Future of Jobs Report 2018

P21 Framework for 21st Century Learning

NMC Horizon Report Preview 2018

Delloitte. Human Capital Trends


0 visualização